Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

O marketing online trouxe para a publicidade, inúmeras possibilidades de divulgação. Somadas às possibilidades já existentes no marketing tradicional, aí então as opções são ainda maiores. E são estas escolhas que compõem um plano de mídia. Como fazer um plano de mídia eficaz dentro de um cenário tão rico e tão diverso? É importante pensar que comunicação é investimento e por isso, precisa trazer o melhor retorno e tudo isso deve ser previsto, calculado, mensurado. Basicamente, é para isso que existe o plano de mídia.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

Etapas

 

Definição de objetivos, validação do orçamento para investimento, análise e pesquisa de mercado, escolha do público e desenvolvimento da persona: todas essas são etapas que devem constar na construção de um plano de mídia eficaz. A escolha dos canais de comunicação também deve levar em conta a personalidade da sua marca e essa característica influencia totalmente na forma de abordagem do seu público, desde as peças escolhidas para esta comunicação até a linguagem utilizada neste trabalho.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

Para os Melhores Resultados

 

Assertividade é um dos atributos mais utilizados para definir o marketing digital. Por meio de ferramentas específicas e disponíveis nas campanhas de marketing web, é possível definir público por diversas características: idade, sexo, formação  profissional, estado civil, região de residência e por aí vai, a lista é maior e pode incluir ainda outros indicadores importantes e muito relevantes na hora de traçar um perfil. Estas informações dizem respeito ao que chamamos de público-alvo, mas há ainda um outro elemento no marketing digital, denominado persona ou buyer persona. Importante dizer que conhecer ao certo com quem precisamos falar em uma campanha também é essencial para o investimento no marketing tradicional, o marketing offline.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

A Importância de Conhecer o seu Público

 

Público-alvo e buyer persona: ambos são muito importantes para definir quem é o cliente com quem devemos conversar nas ações, informação indispensável para o plano de mídia. O público-alvo é a definição social, econômica e demográfica de quem vai consumir o seu produto. Até tempos atrás, definir público-alvo era o primeiro passo para uma campanha. Mas com a evolução das ferramentas, ser cada vez mais preciso neste momento se tornou necessário e surgiu aí o conceito de persona ou buyer persona, que do inglês significa pessoa comprador ou consumidor, trazendo para a nossa realidade. A persona é considerada mais completa e é caracterizada por um perfil que represente o seu cliente ideal. A ideia é compreender quem é o seu cliente e quais as necessidades dele, informações que vão gerar estratégias de comunicação mais assertivas. Além dos elementos verificados pelo levantamento do público-alvo, a buyer persona geralmente traz um nome fictício para humanizar a conexão, uma breve descrição sobre o cotidiano dela, profissão, hábitos de compra, estilo de vida, redes sociais mais utilizadas, hobbies, valores, dores ou queixas relacionadas ao seu produto, dúvidas e anseios, ambições. A persona foca em quem deve ser o foco principal de uma campanha, o consumidor. Enquanto o público-alvo trabalha com definição ampla de pessoas que podem querer o seu produto, sem falar sobre alguém específico ou sobre hábitos. Pela riqueza de informações, a persona pode ser utilizada em todas as etapas do processo de vendas. O processo tem melhor linguagem, humaniza o potencial cliente e além disso traz informações relevantes para a execução do plano de mídia, tais como: em quais redes sociais investir em anúncios e em quais meios de comunicação apostar; quais assuntos abordar; formatos de conteúdo ideais, entre outras informações.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

Outras Variáveis

Só uma pesquisa bem fundamentada pode indicar uma buyer persona, já que a definição deve passar longe de qualquer achismo. Mesmo sendo uma definição semifictícia, a ação deve representar com a maior quantidade de elementos possíveis, o potencial cliente. O trabalho pode ser feito por meio da realização de entrevistas, de questionários ou através de pesquisas referentes ao setor específico, neste caso, a área de saúde. De maneira geral, é importante responder a algumas perguntas: quem é o seu potencial cliente? (características físicas e psicológicas do responsável pela compra); que tipo de assunto ele consome sobre o seu setor? quais são as atividades mais comuns que ele realiza, tanto pessoalmente quanto profissionalmente? Qual é o seu nível de instrução? Quais seus desafios e obstáculos? Que tipo de informações ele consome e em quais veículos? Quais são os seus objetivos, as suas dificuldades e os seus desafios? Como podemos ajudá-la? Este é o ponto de partida para a criação da buyer persona e é essencial fazer as perguntas certas, da forma correta, para ter um resultado assertivo, por meio das respostas corretas. Após o levantamento das informações, vem a análise dos dados, tentando encontrar características comuns entre os clientes, ou seja, quais são os problemas, as reclamações mais frequentes e as soluções mais citadas. A partir daí, pode ser feita a composição das personas e também o ranking das mais importantes, de acordo com o seu objetivo. Não há um número mínimo ou máximo de personas como regra para uma campanha mas é fundamental trabalhar a estratégia completa para todas as personas identificadas. Além de saber quem é o público, outras informações são importantes para o plano de mídia, como: horário de veiculação das campanhas, o principal canal para captação do público-alvo, qual será mais utilizado e significará mais em volume, a relação custo-benefício, para dar alguns exemplos.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

Adote Estratégias

 

O plano de mídia ajuda a otimizar o orçamento, independentemente se ele é alto ou baixo. Sabendo quem é o público a ser atingido e quais canais são mais estratégicos para a busca deste objetivo, a equipe do planejamento tem como missão fazer um plano de mídia eficaz, com resultados positivos, claro, dentro das devidas proporções. Aí está o objetivo do plano de mídia: nortear os investimentos em comunicação, de forma planejada e calculada. As escolhas variam de acordo com o interesse, os objetivos e as outras variáveis já citadas e levadas em conta na hora de definir essa estratégia. Essa peneira é o momento de avaliar e, dependendo da situação, descartar mídias caras e que tragam baixo custo-benefício. Em contrapartida, dentro deste filtro, serão indicados canais mais assertivos para determinado público-alvo e que representam possibilidades de comunicação mais interessantes para determinada campanha, cliente, produto ou serviço.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

Avalie Pontos Essenciais

 

Alguns indicadores são simplesmente essenciais para nortear este trabalho e embasar as escolhas que estarão presentes no plano de mídia. O alcance é um deles. Ele significa dizer que quanto maior for, mais pessoas dentro da segmentação do seu público-alvo estarão em contato com as campanhas veiculadas, ou seja, mais pessoas serão impactadas com as ações. Enquanto que a frequência significa a  quantidade de vezes que os conteúdos divulgados são vistos pelas pessoas impactadas. A equação deve ser avaliada de acordo com o objetivo da campanha, mas normalmente, um alcance maior representa mais vantagens do que uma alta frequência. Na hora de fazer as contas, duas siglas são presentes neste trabalho. O CPM ou custo por mil, é uma referência muito utilizada. O CPM significa o valor para que mil pessoas estejam em contato com determinada ação ou conteúdo. Quando atingir esse número, a empresa paga o quanto determinou. Quanto mais der nesse lance, maiores serão as chances de atingir as mil impressões mais rapidamente. A segunda sigla é o CPP ou custo por ponto. Neste caso, o CPP representa o valor a ser gasto para o cumprimento de determinado objetivo. Ambas as siglas devem ser definidas na etapa de fixação de orçamento. Lembrando que o plano de mídia pode ser atualizado de acordo com a necessidade. No caso do marketing digital, em que é possível a mensuração diária dos resultados, esses ajustes podem ser feitos com ainda mais frequência, garantindo assim, mais chance de assertividade para o processo como um todo. O importante é compreender a aplicabilidade do plano de mídia para utilizá-lo no planejamento estratégico, a favor dos seus resultados.

 

Plano de Mídia Eficaz – Como fazer?

A Caravela sabe!

 

Como você viu, este é um trabalho que envolve pesquisa, levantamentos de dados, análise, criação. Precisa ser feito com cuidado e precisão. Além de estudar o cenário, planejar estratégia, prestamos consultoria e executamos marketing digital nos diferentes canais possíveis. Isso faz da Caravela a sua agência de marketing, marketing de conteúdo e marketing digital. Nossa equipe conta com publicitários para atendimento, jornalistas para conteúdo, designers para criação, desenvolvedores e programadores para web e mobile e gerente de mídia para pensar o seu marketing digital. Em um só lugar, você tem estudo e definição de estratégias, produção das peças e mídias a serem utilizadas e aplicação com acompanhamento e mensuração dos resultados. A Caravela é a sua agência digital no Sul de Minas e Leste Paulista. Para comunicação corporativa, assessoria de imprensa, comunicação visual, publicidade e propaganda e marketing digital, conte com uma década de história contada em cases de sucesso.

Serviço:

Agência Caravela

Localização: Rua Rio Grande do Sul, 1.182, Centro – Poços de Caldas (MG)

Telefone: (35) 3722-2350

Site: www.agenciacaravela.com.br/

 

Veja mais informações e dicas em nossas Redes Sociais:

Facebook: www.facebook.com/agcaravela

Instagram: @agenciacaravela

Blog: www.agenciacaravela.com.br/noticias

Comunicação é investimento!
–– compartilhar