Como ser Jornalista na Era Digital

Ser jornalista é ser testemunha dos fatos, um especialista em generalidades, que tem a missão de reportar às pessoas, múltiplos mundos. A comunicação digital trouxe inúmeras mudanças para a sociedade e para a profissão de jornalista não é diferente. O jornalista pode transitar por diferentes mídias, por impresso, rádio, TV e internet. Por assessoria de imprensa, por publicidade e propaganda e com o marketing digital, o profissional do jornalismo se transformou em produtor de conteúdo, criador de conteúdo, para abastecer o marketing de conteúdo. Na Agência Caravela, temos jornalistas especialistas que atuam nestas diferentes áreas. Saiba mais sobre algumas delas e o que esta comunicação assertiva pode fazer pela sua empresa!

 

Como ser Jornalista na Era Digital

As Aplicabilidades do Marketing Digital

 

 

Aquele banner no site que acessamos sempre, o e-mail marketing na nossa caixa de entrada ou o remarketing nos fazendo lembrar daquela oferta que vimos ontem mesmo mas que ficamos para decidir depois sobre: tudo isso é marketing digital e as estratégias são inúmeras. Com a democratização do acesso à internet, o aumento do e-commerce e esta mudança toda no comportamento do consumidor que gerou a migração para o mercado online, o marketing digital é comunicação cada vez mais utilizada para falar com este novo e exigente público. Marketing é derivado do inglês, market, que quer dizer mercado. Explicando melhor: é o estudo e a avaliação de mercado que permitem entender as diferentes formas como empresas e consumidores lidam nesta relação de compra e venda. O marketing é o responsável por criar no imaginário do público-alvo, desejos que se transformam em necessidades, que são atendidas por meio do consumo de bens ou serviços. Até então as estratégias de comunicação eram as mídias tradicionais: TV, rádio, jornal impresso, revista, além de materiais de apoio como flyers, folders, cartões de visita, etc. Com o advento da internet, teve abertura o marketing digital, focado no público que está sempre conectado nos meios online: sites, redes sociais e blogs, para citar alguns exemplos. O jornalista é o profissional responsável nesta era digital, por abastecer todos estes meios com informações e conteúdos relevantes, dentro de um planejamento estratégico.

 

Como ser Jornalista na Era Digital

O Trabalho do SEO

 

 

SEO é o Search Engine Optimization, em português, conhecido como otimizador de sites. É um conjunto de técnicas que têm como principal objetivo tornar as páginas mais amigáveis para os sites de busca, trabalhando palavras-chave selecionadas no conteúdo do site de forma que este fique melhor posicionado nos resultados orgânicos, ou seja, sem pagamento para isso. O SEO surgiu com a nova geração de sites de busca. Antes dela, a organização dos links em uma página de resultado era alfabética como nos diretórios web. Na nova geração de ferramentas de busca, o posicionamento passou a depender da relevância. Esta relevância é definida por algoritmos, que são cálculos que servem para definir o quanto uma página é importante. Um dos mais conhecidos algoritmos de busca é o Google PageRank, uma forma de rankeamento deste material todo. O SEO também depende da palavra-chave que é o termo que você usa em uma busca. Dependendo de quais palavras você utiliza, serão retornadas páginas diferentes e em posições diferentes. Conhecer as palavras-chave mais utilizadas para a busca de determinado tema ou informação é fator determinante para o sucesso do processo de marketing de conteúdo. O SEO, pensando inicialmente para sites também é aplicável ao conteúdo das redes sociais, com mecanismo semelhante. O SEO nos permite saber sobre quais assuntos as pessoas estão pesquisando mais, de que maneira estão pesquisando mais e gerar assim, conteúdo para satisfazer a estas necessidades.

Adwords é o sistema do Google onde empresas que querem anunciar seus produtos inserem publicidade nos resultados do mecanismo de busca e em sites de parceiros do Google através do AdSense, que por sua vez é uma rede de parceiros que possuem espaço disponível no site voltado para o anúncio de terceiros. Os anúncios do Google AdWords funcionam em um sistema de leilão, ou seja, várias empresas disputam a aparição tanto no mecanismo de busca, quanto em sites de parceiros do Google. Cada pretenso anunciante apresenta um lance para determinados temas de busca. O Google confere todas as apostas e seleciona os anúncios que aparecerão em seus sites parceiros e nas buscas feitas no próprio Google. A escolha da empresa “vencedora” é dada pelo valor do lance e pela relevância do site aos olhos do Google (por isso é interessante manter seu site sempre otimizado para o Google e para o usuário). Isso é marketing de conteúdo. O Google utiliza o sistema de pontuação de 0 a 10 que é o PageRank, o rankeamento. Baseado em diversos critérios, esse ranking classifica conteúdos como mais relevantes ou menos relevantes. Quanto mais relevante, melhor será a posição conquistada na busca. É claro que isso vale para o orgânico, já que existe a oportunidade de pagar links patrocinados, anunciar no Google e aparecer bem posicionado, mas como um anúncio. Conteúdo original, de qualidade e constantemente atualizado, utilizando as palavras-chave mais buscadas, contribuem para um bom rankeamento. O jornalista é o profissional quem produz este material que vai trazer mais retorno do ponto de vista do SEO e também do Adwords.

 

Como ser Jornalista na Era Digital

O Marketing de Conteúdo

 

O marketing de conteúdo é fundamental para conquistar relevância e manter relacionamento com o seu consumidor. Sua marca, sua empresa, produto ou serviço, precisam ser encontrados e em tempos de tanta competitividade, ser visto pode ser cada vez mais difícil, especialmente na internet, um universo amplo e disputado. Temos públicos cada vez mais diversificados e segmentados que em contrapartida, respondem melhor a mensagens pensadas e direcionadas estrategicamente. O caminho é criar e manter relacionamento com o consumidor. A propaganda tradicional vem perdendo credibilidade de forma gradual. Em meio a tanta concorrência, com tanta gente fazendo mais do mesmo, é necessário se destacar, mostrar que é diferente. É aí que entra o marketing de conteúdo, considerado o combustível do marketing digital. Vale para redes sociais que buscam engajamento. Vale para sites e blogs que querem aparecer nas primeiras posições, nas páginas de busca. Vale para páginas ou perfis nas redes sociais que querem se destacar. Vamos tomar como exemplo o Google, que utiliza um sistema de pontuação de 0 a 10 que é o PageRank. Baseado em diversos critérios, esse ranking classifica conteúdos como mais relevantes ou menos relevantes. Quanto mais relevante, melhor será a posição conquistada na busca. É claro que isso vale para o orgânico, já que existe a oportunidade de pagar links patrocinados e aparecer bem posicionado, mas como um anúncio. Viu só quantas possibilidades?! E além disso, é importante lembrar que o marketing de conteúdo, além de satisfazer às buscas e ao rankeamento do Google, mais do que isso, traz materiais que conversam com os anseios do consumidor, com o que ele quer ler ou saber mais. A partir do momento em que sua empresa começa a responder e a satisfazer a estas buscas, quando elas são feitas, essa presença na “solução” destes problemas vai fortalecendo este relacionamento e consequentemente, sua marca, sua identidade e seu posicionamento neste mercado. É a construção da confiança do consumidor no que você divulga e consequentemente, no seu trabalho, no seu produto ou serviço. Isso resume parte da tônica do o que é marketing digital ou web marketing. O marketing de conteúdo gera autoridade para você, anunciante, por meio de informação de qualidade e personalizada, produzida por jornalistas.

 

 

Como ser Jornalista na Era Digital

 A Assessoria de Imprensa

 

Não é por acaso que cada vez mais segmentos diferentes: empresas, marcas, políticos, atletas e celebridades têm recorrido a esta ferramenta que reúne várias estratégias no sentido de fazer esta ponte que vai levar o cliente atendido até os veículos de comunicação e consequentemente, a um número maior de pessoas. É o trabalho que vai fazer o assessorado – pessoa física, empresa ou instituição – conquistar visibilidade positiva e de confiança junto à comunidade. É a assessoria de imprensa que constrói e fortalece uma imagem, por meio da divulgação de notícias na chamada mídia espontânea, ou seja, no conteúdo jornalístico de impressos, emissoras de TVs, Rádios e sites, sem o pagamento de espaço publicitário. É mais barato, dá mais credibilidade e influencia positivamente na transmissão da mensagem. O ideal é que a assessoria de imprensa seja um trabalho contínuo, de forma a ter resultados crescentes. Mas pode ser também uma ação pontual, para um lançamento ou um evento. A grande sacada de uma assessoria de imprensa é despertar nos veículos de comunicação, o interesse por determinado assunto, mostrar que aquele tema, embora tenha um viés institucional ou até pessoal, no caso de assessorados pessoas físicas, tem também interesse público e, portanto, é útil e relevante que se torne do conhecimento de mais pessoas. Para esta ação é essencial conhecer o cliente, o que vai ser divulgado e traçar um paralelo disso com a conjuntura política, econômica e social do momento. Temos jornalistas preparados para pesquisar tudo sobre o cliente e os veículos-alvo e oferecer as melhores soluções em assessoria de imprensa, por meio da organização de eventos, press release, press kit, follow up, clipping. Nossa assessoria também navega pela produção de conteúdo para blog, site e mídias sociais, pensando nessa era digital.  

 

Como ser Jornalista na Era Digital

 A Comunicação Interna

 

Pode não parecer, mas existe um caminho grande a ser percorrido entre informação e comunicação. Dentro de uma empresa também funciona assim. Afinal, mudanças causam impacto na vida de todos e quando não são comunicadas da forma correta, geram conflitos e insatisfação. A Comunicação Interna, também conhecida por Comunicação Corporativa, Endocomunicação ou Endomarketing dá mais transparência e fortalece os processos de trocas, as interações, os relacionamentos dentro de uma empresa ou instituição. É um trabalho fundamental, inclusive, para o resultado da comunicação que será feita da porta para fora. É estratégia básica para o êxito porque é exatamente por essa falta de percepção que muitas empresas e instituições negligenciam a comunicação interna. O saldo é sempre negativo: equipe insatisfeita, desmotivada e sem engajamento para as ações do dia a dia o que se reflete no desempenho, tanto individual, quanto coletivo. A comunicação interna abrange diversas ações. Comunicar missão, visão, valores, deliberações, mudanças e notícias é a mais básica de todas. Mas esta estratégia vai muito além, ela coloca o colaborador como centro das atenções, como o responsável pelos resultados e a partir daí se dá todo o processo. Neste modelo atualizado de administração, os antigos departamentos pessoal ou de recursos humanos abrem espaço para a Gestão de Pessoas, área que enxerga cada colaborador com suas especificidades, características e necessidades próprias e que busca atender a estes anseios, na medida do possível. Treinamentos, cursos de capacitação, ações de desempenho e eventos de premiação de resultados: todos estes são alguns exemplos que podem envolver a comunicação interna. O trabalho inclui planejamento, estratégia, execução e mensuração de resultados. Confecção de material para cursos, realização de campanhas, desenvolvimento de site, aplicativo, identidade visual, conteúdo e comunicação para eventos. É a era digital trazendo novas possibilidades também para a comunicação interna.

 

Serviço:

Agência Caravela

Localização: Rua Rio Grande do Sul, 1182, Centro – Poços de Caldas (MG)

Telefone: (35) 3722-2350

Site: www.agenciacaravela.com.br/

 

Veja mais informações e dicas em nossas Redes Sociais:

Facebook: www.facebook.com/agcaravela

Instagram: @agenciacaravela

A Era Digital trouxe mudanças para a sociedade e para a profissão de jornalista não é diferente.
–– compartilhar