Como anunciar no Google

O e-commerce vem ganhando cada vez mais espaço. Segundo a ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o setor faturou no Brasil, em 2017, R$ 59,9 bilhões, crescimento de 12% na comparação com o resultado obtido em 2016. De acordo com o levantamento, o principal motivador das compras online continua sendo as buscas no Google, já que mais de 50% dos pedidos têm origem neste canal. Comodidade, possibilidade de pesquisar preços sem sair de casa, garantir melhores condições de compra e ainda assim, receber o produto em domicílio, são alguns motivos que justificam a preferência por esta possibilidade. Claro que quem compra pela internet, gosta da internet, está sempre conectado. Óbvio pensar então que este consumidor vai procurar pelo seu produto ou serviço, na internet. Mas neste mesmo ambiente estão também, outros milhares ou até milhões de oportunidades.

Como se destacar entre tanta gente? Como aparecer para quem quer comprar o seu produto? Existem maneiras bem possíveis e com resultados garantidos. Selecionamos ferramentas para você divulgar seu e-commerce a quem procura por ele. Links patrocinados, controle de vendas, marketing de conteúdo, funil de vendas, são algumas dentre dezenas de possibilidades.  

 Google Sites de busca, também chamados de motores de busca, mecanismos de busca, mecanismos de pesquisa ou simplesmente buscadores, são hoje a principal fonte de procura de informações por todo o tipo de usuários da internet, como já falamos neste post. Reconhecido como a ferramenta de busca mais abrangente da internet, está entre as páginas mais acessadas no mundo e foi o primeiro a experimentar os conceitos da Web Semântica, que trouxe novos motores de busca, interfaces inovadoras, criação de dicionários de sinônimos e a organização inteligente de conteúdos. Links patrocinados, controle de vendas, marketing de conteúdo, funil de vendas: as estratégias são muitas.

Aparecer ou não aparecer no Google pode ser a diferença entre o sucesso ou fracasso de uma empresa. Isso é válido não apenas para empresas de e-commerce, que vendem produtos diretamente em suas lojas virtuais, mas para qualquer negócio aonde os potenciais clientes vão até a internet para buscar os seus fornecedores ou prestadores de serviços. O Google traz várias opções de estratégias para o Marketing Digital. AdWords, Campanhas, Rede de Pesquisa, Rede de Display, Google Shopping, DSA, Conteúdo, SEO, Remarketing, enfim, todas estas são ferramentas úteis e com excelentes resultados para a divulgação do e-commerce. Aqui no blog da Agência Caravela, você encontra informações a respeito de todas elas. E se quiser saber ainda mais, temos uma equipe preparada para esclarecer todas as dúvidas e te orientar neste universo a ser mapeado e navegado com calma e muito sucesso!

1 - AdWords


Sistema do Google onde empresas que querem anunciar seus produtos inserem publicidade nos resultados do mecanismo de busca e em sites de parceiros do Google através do AdSense, que por sua vez é uma rede de parceiros que possuem espaço disponível no site voltado para o anúncio de terceiros. Os anúncios do Google AdWords funcionam em um sistema de leilão, ou seja, várias empresas disputam a aparição tanto no mecanismo de busca, quanto em sites de parceiros do Google. Cada pretenso anunciante apresenta um lance para determinados temas de busca. O Google confere todas as apostas e seleciona os anúncios que aparecerão em seus sites parceiros e nas buscas feitas no próprio Google. A escolha da empresa “vencedora” é dada pelo valor do lance e pela relevância do site aos olhos do Google (por isso é interessante manter seu site sempre otimizado para o Google e para o usuário). A classificação dos anúncios acontece pelo ranking do Google, o AdRank.

O AdRank define os anúncios a serem exibidos com base em questões como a qualidade do anúncio versus lance no leilão de palavras-chave.  A pontuação que define a qualidade do anúncio nada mais é que uma métrica criada pelo Google para mensurar os fatores de relevância e qualidade de cada um dos anúncios. Isso significa que os anúncios com muitos pontos de qualidade e muito relevantes para o usuário podem ser pagos por um valor menor do que o lance dado pela empresa – então é importante entender que o valor pode ser variável, tudo depende da qualidade dos anúncios da sua empresa. Um dos benefícios dos links patrocinados é que, ao contrário da mídia tradicional, é possível fazer testes em tempo menor, controlar de forma mais próxima os resultados das campanhas e melhorar sempre que necessário os anúncios para que, ao fim da campanha, seus resultados sejam os melhores, sem falar no custo que é mais baixo.

Campanhas


Assim como acontece com um e-mail ou rede social, no Google Adwords você ou o responsável pela gestão das suas campanhas de marketing digital, precisará abrir uma conta no Google Adwords. As ferramentas são muitas. Selecionamos a seguir, as mais populares:

2 - Rede de Pesquisa

Neste caso, os anúncios aparecem nos mecanismos de busca (Google e em sites parceiros). Esse tipo de campanha comporta apenas anúncios no formato de texto com limitação de caracteres. Esses anúncios são filtrados com base na palavra-chave que o usuário está pesquisando. Esses anúncios aparecem nas páginas de resultados de busca no Google com um indicativo de anúncio, em amarelo, no canto superior esquerdo. É para quem quer aparecer entre os primeiros resultados, quando determinada palavra-chave é buscada.

3 - Rede de Display


Aparecem exclusivamente na Rede de Display do Google. Essa rede é composta por inúmeros websites parceiros, como Uol, Terra, etc. Para descobrir em qual tipo de site seu anúncio vai aparecer, é fundamental fazer uma boa segmentação e separar corretamente as palavras-chave. Diferentemente da Rede de Pesquisa, A Rede de Display é capaz de exibir anúncios em diversos formatos – vídeo, gráfico, texto ou rich media, que pode reunir recursos diferenciados como vídeos, jogos, áudios, tweets ou outros elementos para incentivar a interação e o envolvimento do público.

4 - Google Shopping


É uma espécie de catálogo virtual. Toda vez que alguém busca por um produto no Google, o primeiro resultado desta busca é uma galeria com imagens de produtos, com preços e links para as respectivas lojas virtuais. Depois, aparecem os links patrocinados e abaixo, o ranking orgânico, aquele selecionado pelo Google, de acordo com os critérios de relevância estabelecidos pela página. Chama a atenção de quem busca a informação, especialmente pelas imagens e o resumo com nome do produto e preço.

5 - Campanha de DSA


Dinamic Search Ads, ferramenta que cria um anúncio, baseado no que está disponibilizado na sua loja virtual. Isso é apresentado sempre que uma busca no Google, solicita algo que está disponível na sua loja virtual.

Para seu Site 6 - Conteúdo


É fundamental para conquistar a relevância e manter relacionamento com o seu consumidor. Algumas dicas básicas evitam erros. O Google utiliza um sistema de pontuação de 0 a 10 que é o PageRank.

Definição de Objetivos 

– Seu conteúdo irá focar em novos lançamentos ou produtos? Será que, mais do que vendas, você deseja aumentar o número de cadastros de sua mala direta ou mesmo que seus textos se tornem a referência no mercado pelo número de links que referenciam seu texto?

Pesquisa 

– O que o seu público-alvo pesquisa? Através de seus hábitos e relacionamentos, você pode determinar os assuntos e conteúdos mais interessantes para eles e formatar os posts que serão direcionados a eles. Quais as palavras-chave mais importantes? Como seus concorrentes se posicionam quanto ao mesmo tipo de conteúdo?

Planejamento


 – O estabelecimento de datas e prazos pode ser o diferencial em postagens, além de vincular a eventos que possam potencializar o seu conteúdo quando lançados no dia e na hora certa.

Criação

– O conteúdo deve ir de encontro ao que o seu cliente está procurando. Ele deve satisfazer esta demanda e ser útil. Fique atento às palavras-chaves, otimizando sempre o texto. Diferentes plataformas merecem diferentes abordagens.

Publicação


 – Selecione as plataformas mais adequadas para cada público, bem como a sua linguagem e horários.

Divulgação 

– Integre o seu conteúdo através das diferentes redes sociais de forma que todos possam tomar ciência de sua existência. Adapte sempre o texto para que seja melhor lido e compartilhado.

Segmentação

É como um quebra-gelo. É a mesma coisa que você chegar para alguém e puxar um assunto. Se a pessoa se interessar, ela irá continuar a conversa. Se não, ela vai desconversar ou simplesmente ignorar. É exatamente por isso que o método das quatro fases é capaz de gerar grandes resultados mesmo com pequenas listas. Você irá selecionar as pessoas certas, aquelas que realmente têm interesse naquilo que o seu negócio oferece. O aprofundamento do interesse das pessoas acontece na etapa de engajamento.

Curiosidade:

Uma ferramenta semelhante ao Google Ads é o Bing Ads. Bing é o site de busca da Microsoft. É sabido que nove em cada dez buscas na América Latina são feitas pelo Google e por isso mesmo você pode já ter explorado todas as possibilidades do Google AdWords ao máximo. Em busca de outros públicos, uma opção é o Bing Ads, ferramenta de anúncios da Microsoft que permite fazer publicidade tanto no Bing quanto no Yahoo. O Bing Ads vai atingir o usuário que usa o sistema operacional Windows e que tem o site de busca da Microsoft como página inicial do navegador. Basicamente, o Bing Ads tem a mesma dinâmica do Google AdWords e é possível importar a campanha no AdWords diretamente para a ferramenta da Microsoft.  

–– compartilhar